segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Kolbasz - linguiça húngara


Passado Thanksgiving ninguém quer mais ouvir falar de peru. Nos últimos quatro anos, passamos o evento na casa de amigos queridos, então não temos sobras, mesmo com a insistência deles para trazermos algum "leftover" pra casa. E para variar um pouco, na sexta George resolveu fazer a tradicional kolbasz. Sempre que possível nessa época do ano, ele costuma fazer linguiça. Húngara, of course. Acho que mantendo a tradição ainda dos tempos de Hungria, onde na área rural os camponeses matavam os porcos que engordavam durante a primavera-verão para que tivessem carnes durante o inverno rigoroso. Tradição que é mantida la ainda nos dias de hoje. Os vizinhos se revezam e ajudam nos afazeres que sempre terminam em festa, pois depois de trabalhar o porco separar devidamente as carnes e preparar as linguiças, sentam para comer e beber, muuuuiiiito.
Os portugueses pelo que sei também tem tradição parecida, a que chamam de "a matança do porco". Sei que aqui perto em Santa Clara, a comunidade Portuguesa promove esse tipo de evento - que ainda não tivemos a oportunidade de conferir.
Mas voltando aqui em casa - nossa vida cosmopolita não nos permite ter a matança do porco, mas compramos carne de boa procedência, colocamos o avental e mãos a obra.
Desta vez fizemos com 10 quilos de carne. Eu me incluindo nessa historia, mas devo esclarecer que quem as faz a linguiça é o George, sou só sua principal - e única ajudante. A grande quantidade e de propósito, para ser distribuída aos amigos. Isso também já se tornou tradição, a linguiça é famosa e muito apreciada.
Com a mesma mistura para linguiça fizemos meatloaf recheado com ovos e cenoura, que acompanhado de mais linguiça, batatas e espinafres, foi servido aos amigos no almoço de Sábado. Depois cada um recebeu seu pacote de linguiças devidamente rotulado, pra levar pra casa.
Como quase todos que cozinham só por prazer, ele a faz sempre do mesmo jeito. O mesmo corte de carne com as mesmas especiarias. Mas não tem uma receita que especifica as quantidades, ele "faz a olho" ou seria pratica!
Ainda não foi dessa vez que consegui pesar ou medir os ingredientes para divulgar a receita, mas prometo fazê-lo da próxima vez, o que provavelmente acontecera no inicio de Janeiro.
Por hora só as fotos.

17 comentários:

Natércia disse...

Odete querida mas ficou uma maravilha!Um beijinho...

Roberta disse...

Odete
Acompanho seu blog ha um tempo e assim como faço nos outros blogs eu quase nao comento (seila porque). Vendo esse preparo da linguiça me remete à minha infancia de descendente de portugueses que assim como voce falou tambem tem essa tradiçao de linguiça, mas na minha familia se matava o porco e se fazia de tudo um pouco. Tradiçao que acontece ainda hoje, mas menos frequentemente, porem nao menos divertido. Ai que gostoso é fazer e depois comer essas linguiças! Um beijo Roberta.
Alias, quais sao os temperos que ele usa? Mesmo sem medidas é sempre interessante conhecer novas receitas.

ameixa seca disse...

Interessante... devem ser deliciosas :)

Mari Azevedo disse...

Odete minha flor, que post interessante!!! Adorei ver o preparo dessa linguiça hungara - que deve ser um espetáculo!!! Aqui em casa, a maior adoradora de linguiça sou eu.. rs.. o Má evita, pois diz que carne de porco é gorda demais, e a Isa também gosta - mas eu sou a maior comedora das danadas, com certeza!
Vendo essas suas, me deu uma vontade enorme de preparar um cassoulet, sei lá eu pq (não sei mesmo pq o relacionei com as linguiças, viajei né)!!! Vou ter q fazer em breve, antes que sonhe com ele correndo atrás de mim, hahahaha... beijos querida!!

Laurinha disse...

linguiça, caseira, no capricho, aiai, não tem coo não ser boa... adoraria um gominho... :DD
Beijinhos

Andrea Dohashi disse...

Achei super interessante a maneira de preparar,~deve ser bom mesmo, pois fica tão bonita!
Beijinhos

Luciana Macêdo disse...

O que contou me fez lembrar os dias em que matavam porcos na fazenda dos meus avós.Era assim uma animação e trabalheira danada. Preparar toda aquela carne, fazer linguiça, preparar a carne que era guardada na própria gordura (delícia), nossa, como parece longe esta época.
Mas tradição é tradição e nunca se perde no tempo.
Bjs!

Canela disse...

Odete
Fez-me recuar no tempo.....
Aqui em Portugal ainda existe a tradição da matança do porco , aproveita-se tudo,inclusive a carne e sangue para enchidos.
Muito interessante continuar a tradição,sem a parte "dramática" da matança do bicho.
Bj

Elba disse...

Adooooooro linguiça!
Feitas em casa???
Meu Deus!!!
Beijos, minha linda!

Vivian disse...

Aqui no sul tbem fazemos linguiça e eu amo fritar pra comer com polenta. Marido faz molho pro macarrao, ou entao comemos com pao. As suas sao muito bonitas, com um ovo dentro nunca tinha visto

bjks

Kitty disse...

Odete,

Só de olhar fiquei com água na boca. Aproveito para dizer, que como já provei dessa linguiça, sei que ela é saborosíssima. E esse meat loaf tá demais.

Bjs
Kitty

Marcia disse...

Odete, que trabalheira. . . mas deve compensar e muito. Fiquei curiosa.
Agora cá entre nós... cadê o cardápio de fim de ano hungaro para o Idéias?
Beijo

Ana Paula disse...

Valeu Odete, muito obrigada pela visita e volte sempre, para trocarmos receitas, seu blog tb é muito legal, ainda não ví os outros dois, mais vou dar uma espiadinha.
Agora essa linguiça, me encheu de fome. Estarei aguardando o post com os ingredientes e as medidas, AMO LINGUIÇAS !!!!

Iliane disse...

Odette amiga..que maravilha..fiquei encantada com toda a histria..e..vou ficar aqui..ansiosa..aguardando a receitinha...parabens ao maridão..bjus

Tânia Saj disse...

Odete...minha mãe também preparava há muuuiito tempo atrás...mas sem matanças, e não sei porque nunca mais fez...acho que pela praticidade de encontrar hoje linguiças de todos os tipos e sabores mais facilmente.
Eu sempre tive vontade de fazer em casa...cheguei a comprar tripas, sais especiais...e...faltou a coragem mesmo...quem sabe vc me anima com a receita?
Bjs

Gina disse...

Odete, somente uma vez me aventurei a fazer linguiça e o resultado não foi dos melhores. O sabor até que estava bom, mas as linguiças se romperam e não ficaram nada atraentes...
Que legal esse mutirão, essa união em torno de uma atividade, maravilha!
Bjs.

Cláudia disse...

Adoraria experimentar este prato típico! Delicioso é pouco!

bjs