quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Hungarian Plum Dumpling - Szilvásgombóc - Ameixa




Alguns cheiros e sabores da infância nos acompanharão por toda a vida. Quem não se lembra das gostosuras preparadas por nossa mãe, avós, tias e até pelas bisavós? Meu marido estrangeiro, também tem la seus “treats” de infância, que por circunstancias não são exatamente os meus. Mas a reação e o brilho nos olhos são os mesmos, diante das delicias que evocam a infância distante.
Para meu marido, dumpling de ameixa provavelmente significa o mesmo que bolinho de chuva para mim.
Ele sempre me conta com detalhes, como sua mãe os preparava e quão deliciosos eram.
Quando o verão chega, época de muitas ameixas, esses dumplings “szilvásgombóc”, são sem duvida, unanimidade entre os húngaros. Eles dizem que originalmente era um tipo de comida fácil e barata, com ingredientes simples, que se tinha sempre a mão. E sendo doce, agradava e satisfazia, principalmente as crianças. E continua agradando!!!
Também gosto muito, e já comi várias vezes, feitos aqui e também na Hungria, mas eu mesma nunca os tinha feito, ate então.
Já faz alguns dias, quando voltando das compras com três tipos diferentes de ameixas, meu bonitao me disse – ummm já faz tanto tempo que não como meus dumplings favoritos e as ameixas estão tão bonitas, pena que você não comprou a mais apropriada, senão poderíamos fazê-los. Isso me tocou, e pensei porque não? Fomos juntos comprar a ameixa certa, larguei a insegurança de lado, coloquei a mão na massa e fiz 42 dumplings. Ficaram deliciosos! A melhor parte disso tudo, foi ver a cara de satisfação dele a me dizer todo feliz - esta igualzinho ao da mamãe, bom demais!
Ele é mesmo um gentleman!
Fiz, com base na receita do livro da Horváth Ilona, Szakácskönyv, com tradução e dicas do Geo. Mais tarde googliando achei esse filme com o passo a passo.
Minha opinião sobre esses dumplings: “very clever” invenção. São saudáveis, cozidos em agua, doces na medida certa e parecem fritos no gosto e textura, por causa da farinha de pão torrada num pouquinho de manteiga, pode melhor!

Ingredientes da massa:
5 batatas grandes, cozidas e passadas pelo espremedor
1 ovo grande
1 col.(sopa) de óleo
1 pitada de sal
Farinha de trigo – o quanto baste para se chegar ao ponto de cortar
Esticar a massa e cortar em pequenos quadrados
Recheio:
1k. de ameixas orgânicas – usei “french plum” – que segundo Geo são as apropriadas
1 xic. de açúcar cristal – row – orgânico e canela moída a gosto
Lavar bem as ameixas, seca-las, cortar ao meio e retirar os caroços. Colocar cada metade de ameixa sobre quadrados de massa, dentro da cavidade da ameixa uma pitada de açúcar com canela. Fechar bem em formato de bola.
Cozinhar aos poucos em bastante agua fervente com sal. Quando subir a tona, estão cozidos. Retirar da agua e passa-los imediatamente na seguinte farofa:
2 xic. farinha de pão fina torrada com 2 col. (sopa) de manteiga.
Servir quente com açúcar de confeiteiro, se gostar.

15 comentários:

Natércia disse...

Odete mas que maravilha!Adorei mesmo e toda a descrição...que a Odete fez um bjo Natércia...

Kitty disse...

Oi querida.
Nossa, fiquei com água na boca !
Esse doce é uma espécie de nhoque doce. Deve ser uma delícia.
Bjs
Kitty

ameixa seca disse...

Nem preciso dizer que adorei não é? Sou ameixa seca mas também adoro ameixas frescas ;)

Fabrícia disse...

Odete querida imagino o sabor e o aroma.... que bela gostosura de infância.
Bjs.

Odete disse...

Natercia querida, obrigada.

Kitty minha amiga, que saudades! Eh mesmo um nhoque doce, muito bom.

Ameixita, eu tambem gosto ;)

Fabricia, tao bom e simples como a infancia.

obrigada e beijos p/ voces

Agdah disse...

Eu sempre procuro receitas para usar ameixas frescas.

Fomos lá no loja Fry's em Fremont. Dada ficou em êxtase total em meio aos tantos eletrônicos e Pisquilinha amou aquele apatato eleétrico barulhento no meio da loja. Já eu, não encontrei as panelas de pressão.

Gourmandise disse...

Quando olhei a foto inaginei que eram fritos.
Bem mais saudável que a nossas friturinhas e doces açucarados brasileiros.
bjo,
Nina.

angelaatn disse...

Nossa, que nostalgia você me deu!!

Minha avó, que era húngara, fazia esse doce quando eu era pequena...

Amei esse post!

Beijos!

laila disse...

humm acho q vou adotar esse gostinho d einfancia!!!ehhe

bjs

Laurinha disse...

É tão gostoso prepararmos delícias para nossos queridos...!
é um quê de nhoque, doce....
Fantástico!
Beijinhos

Magia na Cozinha disse...

Odete que coisa linda esta receita. O visual é 10 e paladar deve ser maravilhoso!
É prazer sem culpa, super saudável!
Bjs :)

Sylvia disse...

Nunca tinha visto, apesar de ter amigos hungaros. Mas gostei . E nao tem nada melhor que agradar o maridinho, e tao bom ver a carinha de satisfacao deles. Voltam a ser criancas
Beijos

Maggie disse...

I bet your husband loved them. They look great!

estelaalb disse...

oi Odete, vim ver o post por indicação da minha irmâ (Angela). Que saudade que deu da comidinha da vovo! Estão lindos. Qdo achar a ameixa certa vou fazer.

Valentina disse...

Esta coisa de comida de infância é incrível nao? Realmente nos deixa weak on the knees.Lindos este teu bolinhos. Vi algo parecido sendo preparado num show na tv aqui: The Great British cookbook.Eles selecionavam receitas de pessoas de varias origens que vivem no Reino unido,preparavam as receitas e um panel votava.Nao saberia dizer agora se era com plum mas acho que sim. ao ler o teu post esta receita me veio à mente.