segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Tökfőzelék




Os sinais da chegada do Outono como se diz por aqui "is around the corner". Ou seja bem próximo. Com isso as abóboras maduras já estão aparecendo. Aqui em casa gostamos muito. E são tantas as possibilidades doces e salgadas que se pode fazer com elas.
Parece coincidência, mas lendo hoje o post de Agdah me encorajei a postar sobre o muito simples Tökfőzelék, que em húngaro soa estranho, literalmente ensopado de abobora - mas pode-se dizer que é primo irmão da familiar Quibebe. Que também sem merecer, leva o rotulo de comida de pobre. Well, well, well!
O Geo diz que quando menino detestava esse comida, mas que aprendeu a gostar depois de adulto. E ele quem o prepara, sempre sem receita especifica. Acho que se lembra como a mãe dele fazia. Neste Sábado quando ele o preparava, fiquei atenta nas quantidades, assim posso passar a frente. Apesar da simplicidade é uma comida deliciosa e nutritiva.
Ingredientes:
600 gr. de abóbora - usamos Butternut_Squash - cortada em palitos
2 col. (sopa) azeite de oliva
1 cebola branca, pequena - ralada
1 litro de agua filtrada
Sal a gosto
1 col. (chá) acucar - opcional - desta vez não usamos, pois a abóbora estava bem doce
Dill fresco a vontade - para cozinhar e guarnecer
Roux feito com 2 col. (sopa) de farinha de trigo e 1 col. de azeite
Sour cream
Vinagre branco
Preparo: Refogar a cebola no azeite ate ficar transparente, juntar a abóbora, misturar ligeiramente e colocar a agua. Tampar a panela e deixar cozinhar em fogo brando.
Quando a abóbora estiver cozida, juntar o roux, (o acucar se for usar), e mais agua se necessário. Temperar com sal e dill picadinho. Deixar ferver ate ter uma consistência de creme grosso.

Servir com sour cream, gotas de vinagre branco e dill fresco a gosto.
Pode ser acompanhado com fatias ou nacos de pão rústico.

18 comentários:

Laurinha disse...

Olha, numcunsigui ler, ou falar ou ecrever o nome da sugestão....
Então, fui logo aos ingredientes e modo de preparo.... daí, entendi tudinho!
Uma delícia!
Beijinhos

Glau disse...

Odete, apesar deste nomão complicado parece ser uma delícia! Eu costumo fazer de abóbora com gengibre! Fica ótima tbém!

Bjo, Glau

Odete disse...

Laurinha;> tai uma lingua dificil, parece palavrao neh!

Glau;> Vou experimentar, deve ser muito bom.

thanks girls
bjs

Luciana Macêdo disse...

O que antes era simples hoje ganhou status na mão dos grandes chefs. Este creme de nome bem complicado encanta pela simplicidade, e tem uma carinha ótima.
Bjs!

Odete disse...

Luciana;> Ainda bem neh! Esse creme eh simples e bom mesmo.
bjs

Agdah disse...

Ah, menina, mas com um nome desse, não tem quem não diga que é chique.

Vou experimentar já já.

Natural Naturalmente disse...

Concordo com a Agdah, é chique, eu alinhava com gosto, mas lembro-me de em criança detestar tudo que levava abobora....
beijos
Márcia

Fabrícia disse...

Nao consigo pronunciar o nome mas que é um luxo ah isso é..... comida para os humildes é, sempre foi e sempre sera a mais saborosa. Receita anotada e parabéns ao maridoco pelo talento.
Bjs.

Elba disse...

Hum...
Parece delicioso!!
Eu adoro abóbora, doce ou salgada, de qualquer jeito.
Como você está, querida?
Beijos! :)

Iliane disse...

o nome é complicadinho..mas..a receita é um luxo só!!e..não poderia ser diferente..abobora é tudo de bom mesmo..bjus

ameixa seca disse...

Que abóbora linda ;) Adoro sopa de abóbora, ficou com bom aspecto!

Cris disse...

Nome é difícil mas parece que é tão fácil de fazer... e gostei deste toque com vinagre que você dá ao servir... Bjs!

Glau disse...

Odete, fiquei até emocionada com seu recadinho no primeiro post das Madames! Obrigada pelo carinho! Fiquei mto feliz mesmo!

Um beijo com carinho, Glau

Eliana Scaramal disse...

Tem um pratinho pra mim aí ainda?! Delícia!

Aline Neme disse...

Menina, que prato mais chic... o nome é tudo... até agora tô tentando pronunciar... já surgiram um monte de opções de pronúncia...kkkkk

Bjundas

Gulodices disse...

tou quase quase a ser inundada por abóboras... cada vez que olho lá para fora para o quintal até me assusto. Acho que vou marcar esta porque brevemente vou precisar de muitas receitinhas com a dita cuja.

bjks

Mão na Massa disse...

Olá

Só para avisar que as incrições para o desafio entre blogues culinários estão abertas.

Vamos lá!

www.maonamassablogue.blogspot.com

Mari Rezende disse...

Odete, a complicação fica só no nome! Uma receita fácil e deliciosa... Deve ficar uma maravilha com pão!!
Beijinhos